CENTRADOS NA ACÇÃO CULTURAL

EDITORIAL

O CCC continua a trabalhar para uma população que não acredita no colapso, porque para nós, proporcionar os elementos de reflexão básicos, dar o contributo essencial no lazer, estruturar conhecimentos, abrir horizontes e contribuir para a sustentabilidade da cidade e co-produzir uma programação que procura os seus públicos, é dar sentido à vida...


Apesar do horizonte sombrio, arregacemos as mangas e vamos ao trabalho. Negligenciar
a cultura numa altura destas seria seguramente hipotecar o futuro. O nosso esforço justifica-se pois acreditamos que é nos contributos da colectividade, que se proporcionam os elementos que fazem distinguir e particularizar a nossa cidade - “ a cidade é o símbolo e a forma de uma relação social integrada”(1).
Desde os primórdios da civilização que os seres humanos constroem modelos de organização colectivos (urbanos), não só como modelos de defesa, mas também para partilhar afectos e obrigações, religiões, culturas, politicas comerciais e capacidade de armazenamento.

Hoje o que nos é exigido é a capacidade resiliente, sob pena de deixarmos colapsar este modelo civilizacional. Não basta pensarmos que somos tecnologicamente evoluídos, temos que constituir plataformas novas para redefinirmos os nossos objectivos societários.
Quais os comportamentos colectivos e individuais que devemos adoptar? Quais são os nossos pontos fracos e quais os fortes, que competitividade temos e podemos oferecer? Temos que ser capazes de ir além das soluções “tecnológicas”, que proporcionam apenas novos mercados de consumo, e de politicas públicas que os promovem.
Queremos continuar a dar contributos para o conhecimento individual e colectivo.

A melhor aposta pode reunir os elementos de afirmação de um colectivo que partilhe um melhor uso dos recursos naturais, energéticos e económicos, mas tudo isto parte do cerne da questão, que é a educação e cultura, porque sem a perceção de qual é o nosso papel na sociedade e na natureza não teremos, infelizmente, a capacidade de nos suprimir.

A cultura é um bem que pode proporcionar mecanismos e dinâmicas capazes
de suplantar o pessimismo e a inoperância. Para isso, todos temos a responsabilidade
de a afirmar.

Obrigado

Carlos A. Ribeiro Mota
Diretor Geral do CCC

  •  
     
     
  •  
     
     
     
  •  
     
     
     
  •  
     
     

Morada

  • Rua Dr. Leonel Sotto Mayor
    2500-227 Caldas da Rainha

+39° 24' 21.6606",
-9° 7' 53.2056"

Contactos

  • 262 094 081 / 262 889 650
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Newsletters

 

Redes sociais