Época 2012 / 2013 - Sérgio Carolino

Índice do artigo

Biografia Sérgio Carolino

“Cum inspexeris decorem et magnificientiam universi...invenies...ipsumque universum esse velut canticum pulcherrimum...caeteras verocreaturas pró varietate... mira concórdia consonantes, concentum mirae jucunditates efficere.”

 "Quando observei a elegância e a magnificência do universo...achei que... este mesmo universo se assemelha a um belíssimo cântico ... ( e achei que) as outras criaturas, que graças à sua variedade... se conformam numa estupenda harmonia, constituem um concerto de maravilhoso júbilo."

(Guillaume d’Auvergne,De anima v,18, in opera,t.II, 2, supl.,Orléans 1674,p.143a, in Pouillon 1946,p.272)

Para o CCC, integrar no seu modelo de programação cultural as Residências Artísticas é um passo fundamental para a sua afirmação como núcleo de produção artística. Resultado de uma vontade comum, temos a honra de ter na nossa casa durante o ano de 2012 o músico, o virtuoso, o mestre e acima de tudo o homem que consegue reunir todas estas qualidades que é Sérgio Carolino.

Tubista com méritos à escala planetária, solista e professor em diversos festivais, conservatórios e universidades (França, Espanha, Alemanha, Eslováquia, Finlândia, Áustria, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Hungria, Tailândia, EUA, Peru, Brasil, Japão, República Checa...), entre tantos outros projectos e em evolução permanente. Nesta residência artística, o autor inclui a apresentação das diversas formações que integra (*), além do lançamento de novos CD’s e de gravação de outros, integrando também a participação de compositores contemporâneos que produzirão temas em estreia mundial e a promoção das Oficinas de Música de Câmara para Instrumentos de Metal.

Português e Artista Internacional Yamaha, detentor de múltiplos prémios e de grandes referenciais musicais, Sérgio Carolino é essencialmente um propiciador de inovações musicais e experimentalista desenvolvendo, pela sua curiosidade nata de dominar géneros musicais, múltiplos projectos que resultam em parcerias criativas, que integram muitos compositores contemporâneos, que o reconhecem como um instrumentista ímpar na história musical contemporânea. Domina, com mestria, desde o típico reportório clássico, ao Jazz e aos estilos contemporâneos como o Rock. Nesta senda acrescente-se a criação de um novo e único instrumento, que batizou com o nome Lusofone Lúcifer, inspirado no Orenophone de Oren Marshall e construído pelos mestres norte-americanos, Tim Sullivam e Harold Hartman.

É atualmente professor de Tuba e de música de câmara na Escola Superior de Musica, Artes e Espectáculo (ESMAE) do Instituto Politécnico do Porto (IPP) e, desde 2002, tuba solo da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música.

Ganhou no passado dia 29 de Junho, o 2012 Roger Bobo Award Prize for Excellence in Recording - Categoria Jazz/Rock/Fusão/Comercial, entregue na Bruckner Hall na Cidade de Linz, Áustria!

A sua grandeza moral e a sua generosidade resplandecem na sua obra, sendo hoje um dos maiores virtuosos no reportório standard e contemporâneo para tuba.

Aos caldenses cabe agora participarem neste processo criativo e descobrirem com este músico, autores e processos criativos de uma forma diferente.

Carlos Mota, diretor geral do Centro Cultural e de Congressos, Caldas da Rainha.

* MR SC and The Wild Bones Gang/The Postcard Brass Band/ European Tuba Trio/ The Tubab/ 2Tubas Friends/ Portuguese Tuba Ensemble/ Surrealistic Discussion.


Apresentação de artistas e projetos que estarão em colaboração com Sérgio Carolino durante a sua residência artística no CCC

Biografia Ângela Ponte

Licenciada em composição pela Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo, Ângela exerce as actividades de compositora e de docente no Conservatório Regional de Música de Vila Real. Nasceu em Ponta Delgada a 1984, e começou os primeiros passos na música aos 6 anos de idade com o violino no Conservatório Regional de Ponta Delgada.

Durante o curso trabalhou com os compositores: João Madureira, Dimitris Andrikopoulos, Carlos Guedes, Klaas de Vries, Marina Pikoul e Magnus Lindberg. Participou também em vários Workshops realizados pela Universidade do Texas em colaboração com as Universidades Portuguesas, sob a orientação de Bruce Pennycook e Andy Garrison.
Em Setembro de 2009 participou numa residência de composição no LABO#8 em Froidlieu, na Bélgica, onde o instrumento de criação musical foi o fagote com orientação de Hugues Kesteman. A orientação artística na composição foi de Jean-Luc Fafchamps e Jean-Marc Sullon.

Em Fevereiro de 2010 a sua música sobe o palco da Culturgest, com participação no 8º Workshop da Orquestra Gulbenkian para Jovens Compositores, com a peça EKIS III sob a direcção de Joana Carneiro. Ainda no mesmo ano foi uma das seleccionadas no concurso Labjovem - concurso de jovens criadores açorianos - na área da música com a peça Circus para multipercussão.

Em 2011 foi Jovem compositora residente na Casa da Música escrevendo para a Orquestra Sinfónica do Porto, dirigida pelo mestro Michael Sanderling, Nuno Simões (vencedor do Prémio Jovens Músicos, percussão) e Remix Ensemble, dirigido por Emílio Pomárico. No Verão de 2011 trabalhou em colaboração com Pedro Cardoso na composição para Bandas Filarmónicas no âmbito dos 5 dias em Manobras na cidade do Porto. Actualmente é aluna de mestrado em composição (MPhil) na Universidade de Birmingham (Reino Unido), sob a orientação dos professores Jonty Harrison e Michael Zev Gordon.

Biografia Daniel Bernardes

Nasceu a 26 de junho de 1986, em Alcobaça-Portugal. Começou a estudar piano aos 5 anos de idade com Paulo Barbosa. Prossegue depois os seus estudos de piano com o prof. Luís Batalha. Em 2002 toca no Festival de Jazz de Valado dos Frades num Projecto do saxofonista Mario Marques- Hybrid Jazz Machine. Em 2003 participa pela primeira vez nos Seminarios de Composição da Fundação Calouste Gulbenkian, orientados por Emmanuel Nunes. Em 2004 toca na Festa do Jazz no Teatro S. Luiz no combo orientado por Carlos Barretto, participa também nos Stockhausen-Kurse für Musik em Kürten. Neste mesmo ano muda-se para Paris prosseguindo os estudos de piano com o Prof. Marian Rybicki, na prestigiada Ecole Normale de Musique de Paris. Ainda em Paris, trabalhou em masterclasses do Prof. Jean Fassina, dedicando-se paralelamente á composição. Em 2005 ganha o 2º premio no Concurso Nacional de Piano de Marrocos. Nesse mesmo ano toca na Salle Cortot em Paris. Em 2007 volta para Portugal para se dedicar ao jazz e improvisação, estudando com Filipe Melo no Hot Club de Portugal.

Em 2008 é admitido na Escola Superior de Música de Lisboa onde frequenta a Licenciatura de Jazz tendo como professor o pianista João Paulo Esteves da Silva. Em 2010 o seu trio, com António Quintino e Joel Silva, é convidado para tocar no Ciclo Jazz Galp da Casa da Música. Neste mesmo ano ganha o Prémio de Solista na Festa do Jazz do Teatro S. Luiz. Integra o sexteto do trombonista Lars Arens "Lars Arens New Mainstream".

Em 2011 é convidado pelo cantor Luís Madureira para a direcção musical do seu projecto Luís Madureira canta F. Hollaender, concerto apresentado no Teatro S. Luiz. Neste ano estreia a sua peça "Suite para Orquestra de Sopros" pela Orquestra de Sopros da Escola Superior de Música de Lisboa dirigida pelo Maestro Alberto Roque. Termina a Licenciatura em Jazz com a nota de 19 valores.

A sua versatilidade como interprete e compositor levaram-no a tocar nalgumas das mais importantes salas portuguesas e trouxeram-lhe encomendas de obras para alguns dos interpretes mais conceituados, como é o caso do tubista Sérgio Carolino a quem dedicou o seu "Concertino para Piano, Tuba e Ensemble de Trombones". Recebe também uma encomenda de peça para concurso a estrear na Edição 2012 do Prémio Jovens Músicos.

Biografia Dimitris Andrikopoulos

Dimitris Andrikopoulos nasceu em 1971 em Larissa (Grecia).

Começou os seus estudos musicais de Viola d´ Arco e de Teoria Musical obtendo em 1989 os diplomas em Harmonia e em Orquestração de Bandas de Sopro. Em 1992 em Atenas, diplomou -se nos cursos de Viola d´Arco e de Contraponto.
Mais tarde continuou os seus estudos na Holanda, na Escola Superior de Artes de Utrecht com Ron Ephrat. Em 1996 obteve o diploma de professor de viola d´arco e dois anos mais tarde o diploma de solista na Escola Superior de Artes de Maastricht com H. Guittard.

Em 1996 participou no programa organizado pela VPRO (TV3 estatal) sobre os jovens compositores activos na Holanda. Em 1997 ganhou o Extra Premio (acima do 1o) no Concurso de Música Sacra Holandesa pela sua peça"De Profundis" para coro, percussão, piano e orgão.
Um dos seus interesses principais é a interação das diferentes disciplinas na música e principalmente a combinação da música acústica e electrónica. A primeira experiência nesta direção são as "Nuances of Blue" (performado em Rotterdão e Haya em 2001) para soprano, electrónica e dança seguida pelas obras: "Bati no portão do tempo perdido" (Vredenburg Utrecht 2002) que foi escrita para o Rosa Ensemble e electrónica, "Ariadne for Soprano, Cello and Live Electronics"( Maio 2003) e "EOS for Piano, Live Electronics and Tape", baseada no livro de Fernando Pessoa "A Hora do Diabo", que foi executada no "IEMA Festival of Modern Music" em Outubro 2003 em Atenas.

Também trabalhou com o grupo de teatro Walpurgis (Antuerpia, Bélgica) para a produçao "Vladermaus" (2001 - 2004), Dance Studio Arabesque (Antuerpia 2002), Dance Collective DC2High (Utrecht 2004), "Staal"(Rotterdam 2004) obra para Fita Quatrofonica e dança, "Ik" (Maio 2004, Belgica) para Clarinete e Ensemble e dança e outros.
Em Maio de 2002 ganhou o Primeiro Prémio no concurso NOG para Jovens Compositores, pela obra "Antiparathesis" para Violino e Orquestra executada por Hebe Mensinga, violino e Nederlands Ballet Orkest sob a direcção de Peter Rundel.

Em Maio de 2004 terminou os estudos de Pós- graduação de Composição em Música Electrónica em Rotterdão na classe de R. Uijlenhoet, recebendo o Premio de Composiçao da Escola Superior de Artes de Rotterdão.

Foi seleccionado como Participante Activo para o "Centre Acanthes 2005" em Metz onde trabalhou com W. Rihm, P. Dusapin e A. Solbiati. A sua "Nyx" para orquestra foi executada no Concerto Final pela Orchestre National de Lorraine sob a direcção de Jacques Mercier.

Atualmente é docente na Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo (ESMAE) do Instituto Politécnico do Porto
 

 

 


 

Oficinas, Parcerias, Gravações e Espetáculos

Programa para Abril

- Oficinas de Música de Câmara para Instrumentos de Metal (trompete/trompa/trombone/eufónio/tuba), professores orientadores Hugo Assunção e Sérgio Carolino: dias 2, 3 e 4 de Abril

Curso de aperfeiçoamento de instrumentos de metal, destinado sobretudo a estudantes de música em Conservatórios, Academias, Escolas Profissionais, Escolas Superiores (Politécnicos e Universidades) e a todos os músicos amadores que desejem aperfeiçoar e melhorar os seus conhecimentos musicais.

- Ensaios e Gravações com "MR SC & The Wild Bones Gang": dias 5 e 6 de Abril

- Concerto "MR SC & The Wild Bones Gang + Daniel Bernardes (convidado especial): dia 7 de Abril

Direção Musical: João Paulo Fernandes
Música original de Daniel Bernardes, Torstein Aagaard-Nilsen, Mike Fitzpatrick, Xavier Denis, Anthony Caillet, Stéphane Krègar, Jon Hansen,Telmo Marques & Roland Szentpáli.
Apresentação do CD.


Programa para o resto do ano (Datas a Apresentar em Breve)

TUBAX & stP - Trios
Sérgio Carolino, tubas
Mário Marques, saxofones soprano e tenor
Telmo Marques, piano
Fernando Ramos, saxofones soprano e alto
Gonçalo Dias, trombone baixo
com os convidados:
Dimitris Andrikopoulos, eletrónica
Ângela Ponte, eletrónica

Música original de Telmo Marques, Dimitris Andrikopoulos, Paulo Perfeito & Ângela Ponte.

The Postcard Brass Band
Mário Marques, saxofone soprano e tenor
Ruben da Luz Santos, trombone
Sérgio Carolino, sousafone e tuba
Michael Lauren, bateria

Música original de Sérgio Carolino, Mário Marques, traducional da Macedónia, tradicional de Nova Orleães, Henri Mancini, Thelonious Monk, Wayne Short, Miles Davis & Beatles...

Surrealistic Discussion
Sérgio Carolino, tubas
João Barradas, acordeão

Música original de Dimitris Andrikopoulos, Jarmo Sermila, Étiènne Crauzas, Hugo Ribeiro, Eugénio Amorim, Tuomas Turriago, Filipe Melo e Filipe Raposo!

  •  
     
     
  •  
     
     
     
  •  
     
     
     
  •  
     
     

Morada

  • Rua Dr. Leonel Sotto Mayor
    2500-227 Caldas da Rainha

+39° 24' 21.6606",
-9° 7' 53.2056"

Contactos

  • 262 094 081 / 262 889 650
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Newsletters

 

Redes sociais