Época 2014 / 2015 - Mafalda Saloio

Índice do artigo

Mafalda Saloio, formada em teatro físico pela Escola Internacional de Teatro Jacques Lecoq e em Jornalismo pela Universidade Técnica de Lisboa. Foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian quando estudou teatro em Paris.

Como actriz trabalha desde 1989. Iniciou o seu trabalho já com um cariz profissional no grupo de Teatro de Letras com o encenador Ávila Costa. Trabalhou com a companhia de Dança Olga Roriz, com a companhia francesa Turak, com a companhia francesa Cie Jardins Insolites. Refere algumas pessoas que influenciaram o seu trabalho: Ávila Costa, Pedro Cal, Suzana Branco, Olga Roriz, Madalena Victorino, Ainhoa Vidal, Patrick Murys, Michel Laubu, Paola Rizza, Jos Houben, Aníbal Rocha, Rogério Guimarães.

Actualmente trabalha como actriz na companhia de novo circo Circolando.

Como encenadora criou o grupo de Teatro Lugar Vagon, que existe desde 1998, sendo um projeto que construiu com Pedro Cal e que deu continuidade com Suzana Branco.

As duas actrizes dirigem o grupo desde 1999. O grupo ganhou prémios de encenação e duas menções honrosas atribuídas pelo Clube Português de Artes e Ideias.

Foi artista residente em 2011 e 2013 na Universidade de Minas Gerais, em Belo Horizonte, Brasil.

Na área da formação e pedagogia, trabalha desde 1999 como professora de Teatro e de

Expressão Dramática. Coordenou durante três anos o Curso de Artes do Espectáculo/Realização Plástica, na Escola Técnica Empresarial do Oeste, em Caldas da Rainha.

Reside actualmente em Donostia-San Sebastian, no Pais Basco, onde trabalha como professora de teatro.

Dirige regularmente Workshops de Teatro, Expressão Corporal, Técnica de Clown e teatro de objectos.

Desenvolve trabalho com a comunidade onde o teatro é ponto de encontro e desenvolvimento humano.


GINASTICA DO ATOR

A cidade é um cenário vivo onde habitam histórias, e que convida o actor / criador a uma ginástica sensível com o quotidiano dos lugares. Como criar espaços de intimidade numa cidade em movimento?

O Workshop foi direccionado para o trabalho do actor e a sua poética no jogo de cena com o quotidiano da cidade.

Nutriu-se o trabalho do actor através do movimento, do gesto, da voz, do ritmo, que trouxe vida à improvisação.

Uma viagem em conjunto que nos transportou ao interior dos universos poéticos, misteriosos, humorísticos e absurdos de cada um.

Ao longo deste encontro trabalhámos em duas escalas: o movimento em coro e a sua força e o movimento individual e a sua intimidade.

Contámos histórias através de um teatro coreográfico e visual. Como criar mini-histórias para mini-espaços?

Este trabalho de criação dividiu-se em duas partes: um período de criação dentro da sala de ensaio e um segundo período de experimentação em alguns espaços da cidade.

O processo de pesquisa partiu de um trabalho conjunto para a descoberta de vocabulário comum e terminou com um exercício de apresentação nos espaços da cidade de mini histórias que foram contadas dentro de cafés, estabelecimentos públicos, na esquina de uma rua, numa janela ou onde a cidade recebeu a história e a história encontrou a cidade.

8 MINI HISTÓRIAS

CONTADAS EM 8 ESPAÇOS DA CIDADE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Participantes: Andreia Galvão, Carlota Guimarães, Carolina Neves, Inês Pereira, Lisandra Caires, Luana Marques, Pedro Figueiredo, Rita Blanc Capinha.

PÉ NA TERRA CABEÇA NO AR

Um projecto de teatro-dança que fala do SONHO. Da vontade de saltar, de voar, de tornar leve o corpo, de sobreviver numa realidade muitas vezes dura.

Um encontro entre terra e céu. Trabalhar a terra a dançar, a destreza dos passos de dança, os encontros e desencontros, as cambalhotas e redopios dos sonhos.

Uma viagem pelas histórias de uma terra onde é preciso caminhar, saltar, correr, cantar, rezar, resistir, lutar para fazer caminho.

Este trabalho procura um encontro entre três linguagens que se cruzam e influenciam, para trabalharem um tema o SONHO. O rancho transporta a destreza da dança junto à terra, os ginástas trazem um corpo que faz mil tentativas para voar, e voa, mesmo que por instantes e Mafalda Saloio, actriz residente no CCC, traz a sua linguagem teatral para juntos criarem este pé na Terra cabeça no AR.

Ficha Técnica:

Concepção e direcção: Mafalda Saloio

Um projecto com: Rancho Folclórico e Etnográfico “As Ceifeiras” da Fanadia e Ginastas do Acrotramp Clube das Caldas

Direcção do movimento técnico do rancho: Sérgio Pereira

Direcção do movimento técnico dos ginastas: Margarida Alexandra Lage e Stélio Lage

Seleção musical: Mafalda Saloio

Sonoplastia e Composição de alguns temas musicais: Fernando Lopes

Músicos: Fernando Lopes, Nelson Santos

PROJECTO DE TEATRO-DANÇA COM O RANCHO FOLCLÓRICO DA FANADIA E GINASTAS DO ACROTRAMP CLUBE DAS CALDAS

 

PROJECTOS FUTUROS

 

PROJECTO DE TEATRO COM A BANDA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA DE CALDAS DA RAINHA

A música transporta, cria atmosferas, dramas, rupturas, contrastes, ritmos, emoções, paisagens, narrativas. As bandas filarmónicas têm uma forte teatralidade e remetem-nos muitas vezes para universos diversos (festivos, cerimoniais, fúnebres, populares…)

A proposta de criação para este trabalho com a Banda de Comércio e Indústria é cruzar outros imaginários à realidade de um concerto. Procurar descobrir como se relacionam estes homens e mulheres e a música. Como se encontram, amam, lutam, convivem.

Evocar histórias através da música e da relação que existe entre o corpo e um instrumento musical que fala outra língua. Um trabalho conjunto que cruza o teatro e a música num diálogo de descoberta.

Para este projecto Mafalda Saloio convidou o actor Victor de Andrade para trabalharem em conjunto com a Banda de Comércio e Indústria de Caldas da Rainha.

Senhorita dos Aires é o espectáculo sobre a importância de Arejar. De rasgar janelas e celebrar o AR!

RESPIRAMOS, e isso é fantástico!

Um Kit de leveza e bem estar. Uma mulher que viaja por entre terras com uma pequena carripana para arejar os lugares que necessitam de ser ventilados.

O que fazemos quando temos taquicardia, quando estamos cabisbaixos, quando o lufa lufa do quotidiano nos tira o ar?

 

SENHORITA DOS AIRES

Senhorita dos Aires é um mini espectáculo que nos fala de como resistir celebrando a vida.

Uma técnica de leveza e bem estar que nos faz acreditar que traz dentro do seu Kit de leveza soluções caseiras para tornar tudo mais simples.

Um espectáculo sobre a beleza das coisas simples.

Este espectáculo tem como inspiração uma mini história que a actriz Mafalda Saloio criou em 2008, para o espectáculo “Lembranças”, com a direcção de Madalena Victorino.

 
 
  •  
     
     
  •  
     
     
     
  •  
     
     
     
  •  
     
     

Morada

  • Rua Dr. Leonel Sotto Mayor
    2500-227 Caldas da Rainha

+39° 24' 21.6606",
-9° 7' 53.2056"

Contactos

  • 262 094 081 / 262 889 650
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Newsletters

 

Redes sociais